A IMPRENSA DA RESISTÊNCIA

DESTAQUE

Alípio Freire

Alípio Freire

Veja mais

CLANDESTINA

O COMBATE, BEIRA DA PRAIA e A VOZ DO CAMPO

Três títulos pioneiros da imprensa de mimeógrafo, que surgiu com a reorganização das esquerdas após o golpe militar: O combate, Beira da praia e A voz do campo.

O Combate começou a ser publicado ainda em 1964, pelo Comitê Estadual do PCB em São Paulo. Circulava entre os militantes, então já empenhados num debate encarniçado sobre as razões da derrota sem luta em 1º de abril.

Beira da Praia, jornal clandestino de agitação e propaganda, foi editado em 1965 por comunistas que atuavam junto aos trabalhadores marítimos e portuários do Rio de Janeiro.

A voz do campo, também clandestino, foi produto do esforço de ativistas do PCB para rearticular o movimento dos trabalhadores rurais, bastante ativo no período anterior à ditadura.

Veja todos os jornais: