A IMPRENSA DA RESISTÊNCIA

DESTAQUE

Fernando Morais

Fernando Morais

Veja mais

ALTERNATIVA

MARIA QUITÉRIA, BOLETIM DO CBA, ANISTIA!, CORREIO DA MANHÃ

O lançamento em 1977 de Maria Quitéria, editado por Therezinha Zerbino, e do Boletim do CBA (Comitê Brasileiro pela Anistia), dirigido pela advogada Eny Raimundo Moreira, marcam o crescimento da campanha pela volta dos exilados e pela libertação dos presos políticos.

No mesmo ano, no Rio de Janeiro, o movimento estudantil responde à prisão de militantes de esquerda com o lançamento do boletim Anistia!

No auge da mobilização, já em 1979, jornalistas cariocas de renome reúnem-se para produzir um jornal sobre o tema. O nome, Correiro da Manhã, é uma homenagem ao lendário Barão de Itararé, autor da epígrafe: “A anistia é a maneira que o governo encontrou de perdoar os crimes que ele mesmo cometeu”.